Dólar Rotário - Agosto de 2018 - R$ 3,77

A cada três anos o Rotary oferece ao mundo uma aula de democracia.

Tal exercício faz-se através do Conselho de Legislação que é o órgão legislativo do RI, detentor do poder de alterar os documentos estatutários da instituição.

Composto por representantes de todos os Distritos do mundo, reúne-se a cada três anos, geralmente no mês de abril, para apreciar as proposições de Emendas aos estatutos e ao Regimento Interno, e Resoluções, que são alterações sugeridas às normas e procedimentos do Rotary.

Neste Foro Internacional Legislativo Democrático, qualquer Clube ou Conferência Distrital, obedecidas as normas vigentes, pode apresentar as suas ideias e sugestões, em forma de propostas para alterar os documentos e procedimentos acima mencionados. Por mais esdrúxula que seja, qualquer proposta, desde que tenha sido acolhida pela comissão de estatutos e Regimento Interno do RI., será apreciada pelo Conselho de legislação e, se aprovada, entra em vigor no primeiro dia do Ano Rotário seguinte ao da sua aprovação, exceto quando anulada pela oposição de pelo menos 10% dos Clubes.

Os representantes de cada Distrito (Delegado Titular e Suplente) são eleitos dois anos rotários antes da realização do Conselho pela Conferência Distrital e, salvo exceções especiais, obrigatoriamente, tem que ser um ex-Governador do Distrito que tenha servido por um mandato completo. Além destes, integram também o Conselho, como “Membros não votantes” o Presidente, o Presidente Eleito, todos os outros membros do Conselho Diretor todos os Ex-Presidentes do RI, todos os ex-secretários Gerais que tenham exercido o cargo por mais de 10 anos, um Curador da Fundação Rotária eleito pelos demais Curadores e o Secretário-geral em exercício, e, ainda como “Membros Especiais”, também não votantes, três Rotários nomeados pelo Presidente, com a incumbência de estudar todas as propostas e informar e facilitar a sua análise pelo Conselho.

O último COL foi realizado em abril deste ano em Chicago, EUA, e o representante do nosso distrito foi o EGD 2007-2008 Valério Delamanha.

Principais Mudanças do COL 2016

  1. Flexibilidade aos Clubes

A grande maioria dos representantes votou para eliminar os limites na realização de reuniões de clubes, um claro sinal de que concordam que a saúde de um clube não é determinada pelo comparecimento de associados a reuniões. O Conselho Diretor e o de Legislação concordam que cabe aos clubes:

  • Determinar o melhor dia e horário para fazer suas reuniões;
  • Mudar ou cancelar reuniões, se necessário;
  • Considerar participação em projetos e eventos sociais como comparecimento a reuniões;
  • Escolher se preferem se reunir de forma virtual, presencial, alternar entre estes dois tipos ou realizá-los simultaneamente, com alguns associados participando pelo Skype, por exemplo;
  • Alterar seu Regimento Interno para tornar mais ou menos rígidos os requisitos e normas de cancelar a associação de rotarianos com baixa frequência nas reuniões.

Os clubes têm a oportunidade de reduzir seus requisitos de frequência a reuniões, desde que realizem no mínimo duas reuniões por mês, de alguma forma. Ainda assim, eles deverão enviar relatórios de frequência ao governador dentro de 15 dias depois da última reunião do mês.

As decisões do Conselho de Legislação não modificam as regras vigentes dos Estatutos Prescritos para o Rotary Club. Ou seja, o clube que quiser adotar as novas opções poderá fazê-lo através de emenda ao seu Regimento Interno. Vale lembrar que os clubes também têm a opção de continuar seguindo os requisitos tradicionais quanto a reuniões, frequência, estrutura e categorias de associação.

  1. E-Clubs e Rotary Clubs
  • Deixou de ser necessário caracterizar os clubes como tradicionais ou cibernéticos. Assim, foram retiradas do Regimento Interno do RI e dos Estatutos Prescritos para o Rotary Club qualquer menção do gênero. No entanto, os e-clubs podem continuar com seu nome atual e se promoverem como clubes que se reúnem exclusiva ou principalmente pela internet.
  1. Dupla Associação para Rotaractianos
  • Rotaractianos que atendam aos requisitos de associação poderão pertencer simultaneamente a um Rotary e Rotaract Club.
  • Esta medida dá a jovens líderes a oportunidade de continuarem no Rotaract e, ao mesmo tempo, vivenciarem o Rotary. Com Rotary Clubs mais flexíveis quanto a formato e frequência a reuniões, os rotaractianos certamente se sentirão mais inclinados a fazer a transição e se tornar rotarianos. Como membros da família rotária, eles têm interesse pelo bem-estar da comunidade global e compartilham dos ideais rotários de serviços, compreensão e paz no mundo.
  1. Tipos de associação

O Regimento Interno do RI e os Estatutos Prescritos para o Rotary Club estabelecem que há dois tipos de associados: representativos e honorários.

Pela alteração ao seu Regimento Interno, o clube pode oferecer outros tipos pelos quais há demanda, como associado corporativo, associação por parentesco, etc.

  • O Rotary International continuará registrando e outorgando todos os benefícios a associados representativos que pagam cotas.
  • O clube que oferecer categorias adicionais de associação deverá relatá-las ao Rotary International como sendo de associados representativos, os quais devem pagar cotas ao RI, para que sejam assim registrados no nosso banco de dados.
  • Clubes e distritos estabelecem suas próprias normas no Regimento Interno quanto às outras obrigações financeiras destes associados (cotas de clube e/ou distrito, custos com refeição, etc.), requisitos de frequência a reuniões e expectativas de voluntariado.
  • O clube determina como admitir ex-rotarianos e rotaractianos, assim como rotarianos que se mudaram para a sua comunidade.

Estas mudanças comprometerão a reputação e a marca do Rotary?

Embora as emendas aprovadas pelo Conselho de Legislação de 2016 aumentem a flexibilidade dos clubes com relação a reuniões e categorias de associação, elas não permitem que haja desvio dos preceitos essenciais do Rotary:

  • Continuamos sendo líderes profissionais, comunitários e empresariais, e as qualificações para associação a um Rotary Club não mudaram.
  • O Objetivo do Rotary, que contém nossos princípios básicos, não foi alterado.
  • Nossa declaração de essência — junte-se a líderes, troque ideias e entre em ação — não foi alterada.
  • Nossos valores de companheirismo, integridade, diversidade, serviços humanitários e liderança não foram alterados.
  • A Prova Quádrupla, um dos elementos que mais nos distinguem, não foi alterada.

As mudanças aprovadas no Conselho de Legislação não ameaçam a qualidade da nossa organização. Elas possibilitam que os clubes se adaptem às mudanças e continuem relevantes em nosso segundo século.

Seja a Inspiração!