Dólar Rotário - Outubro de 2018 - R$ 4,05

A Missão do Presidente

Texto de Alberto Bittencourt, extraído de palestra realizada no RCRJ-Tijuca, em 29/03/2006.

Adaptado por Sebastião dos Anjos Queiróz

No momento em que aceitamos a missão de ser rotarianos, nós nos oferecemos para também ser presidente. Exercer o papel de presidente, é uma enorme missão que nós recebemos dos próprios companheiros, não é uma missão imposta de cima para baixo, não é uma missão que venha do governador, nem do presidente de Rotary International. É uma missão que os companheiros do clube escolhem, que vocês elegem.

A diferença entre uma organização bem-sucedida e um aglomerado de pessoas improdutivas está na capacidade de as pessoas trabalharem em equipe.

As equipes, para serem bem-sucedidas, precisam de projetos bem elaborados, e, para que sejam empreendidos por equipes, eles funcionam apenas com uma coisa: energia.

O presidente do clube, como líder maior, tem tarefa de se transformar na fonte de energia que impulsiona os demais companheiros de seu clube.

O presidente do clube é o maior motivador.

Ele é como Siri em Balde de Camarão. Conhecem a parábola do Siri em balde de Camarão?

Se você puser num balde água do mar e um punhado de camarões e deixar lá, com menos de 24 horas eles estarão todos mortos, mas, se você puser junto com os camarões um Siri, que vai ficar perseguindo, sem deixar os camarões pararem, eles não morrerão, e se mantêm vivos.

Conclusão: o presidente do clube tem que ficar perseguindo todos os sócios, para que nenhum morra. Dando-lhes tarefas, distribuindo missões, cobrando, avaliando, reconhecendo, premiando. Lembrem-se que o presidente do clube é um Siri em balde de Camarão.

Quem serviu no Exército, sabe que nos finais de semanas, é escalada a turma da faxina do quartel. Normalmente quem comanda é um cabo, mas este nem sempre está disponível. O sargento-de-dia, olhou para os recrutas e apontou para o que lhe parecia mais vivo. Disse:

– A partir de agora você é o chefe da turma da faxina. Sabe o que é ser chefe? E completou: Chefe é o culpado de tudo que os outros fizerem de errado!

O presidente não é culpado dos problemas do clube, mas ele é o único que pode resolvê-los. Então, no momento em que assume a presidência, ele passa a ser o responsável por todos os problemas que o clube possa ter, mesmo vindos de outras gestões. Não foi ele quem os criou, mas a ele cabe a tarefa de motivar e liderar os companheiros para resolver todas as pendências. Este é o papel do presidente do clube.

IMPORTANTE: Três coisas de que o presidente do clube deve ter consciência:

Primeira: os companheiros querem ser liderados.

O presidente deve ter a noção clara de que os companheiros querem que ele tome as iniciativas, que conduza o clube, que assuma o controle. Muitos presidentes não têm essa consciência.

Segunda: agir sempre pelo exemplo.

O líder pode ser um líder reativo ou proativo.

O líder reativo é aquele que toma as providências depois que o incêndio começa a arder. É chamado líder circunstancial.

O líder proativo toma as providências para evitar que o incêndio ocorra, toma as medidas preventivas. Este é o verdadeiro líder, o que toma as providências antes dos fatos acontecerem, se antecipa.

Terceira: jamais haverá unanimidade.

Sempre haverá alguém que tenha uma crítica, alguém que diga que existe algum modo de fazer melhor, alguém que diga que não está certo. Mas isso é o normal, já que ninguém tem unanimidade. Como dizia Nelson Rodrigues: toda unanimidade é burra. Sempre haverá quem critique.

Portanto, um dos ensinamentos que o rotariano deve ter ao assumir qualquer posição de liderança, é que ele deve ter jogo de cintura e deve aprender a engolir sapos.

Kissinger disse: Eu não conheço uma fórmula para o sucesso, mas a fórmula do insucesso é, com certeza, tentar agradar a todo mundo.

Seja a Inspiração!